Publicado por: Érika'Letícia | 15/10/2010

Dia dos professores .

oi pessoas estudiosas, e oi pra maioria também. HAHA’ [/bicha má
queria parabenizar aqui, todos os meus QUERIDOS professores, graças à eles eu sou uma aluna muito inteligente e tal’z, rs’ [/tá, exagerei..

Vamos lá, aos 21 tipos de professores. É meu bem, 21.

 

Professor(a) Einstein: Se acha o mais inteligente do mundo, mesmo sendo legal às vezes, ele gosta de impor sua autoridade mostrando seu intelecto. Como professores de português que a cada 10 palavras, 11 são em latim. Professores de física e química que em toda a conversa, precisa justificar tudo usando a física e a química. Professores de educação física, que gostam de posar de “o novo Chuck Norris” perante seus alunos gordinhos… E por ae vai.

Professor(a) Führer: Ele manda. Sua palavra é lei. Quando ele entra, todo mundo levanta e faz sentido. Se alguém questionar quando ele disser que 2+2=5 vai pro inferno, pra fora da sala.

Professor(a) Profissional da licença médica: Espécie comum no mercado, principalmente no setor público (estatutário), geralmente acaba de passar em concurso e pelo serviço médico público com perfeita saúde e pega licença minima de 45 dias, renováveis por mais 45 dias. Verdadeiro turista na escola, comparece dia sim dia não, isto quando não consegue algum médico que renove seu mal sem fim que é o contato com aluno. Critica ferozmente colegas que não entendem o seu “problema”, além de rogar pragas mesopotâmicas aos mesmos. Há variantes não afetadas pelo fator aluno mas susceptiveis ao fator “pegar no pesado” (reforma da escola), marcando sempre alguma operação inadiável bem na época do caos.

Professor(a) Legal: Espécie raríssima no mercado, geralmente tiram licença, brigam com o diretor, ou vão pra outra escola. Todo mundo gosta dele e ele é até engraçadinho. Mas cuidado, se você pisar no calo dele ele pode mudar de humor subitamente. Ele também pode apresentar mutações e depois de alguns meses se tornar um professor chato devido a convivência com as demais espécies.

 
Professor(a) Gerson: Outra espécie comum no mercado, sempre dá um jeitinho de ocupar a sua vaga no estacionamento, quando você sai para algum compromisso no almoço. Costuma atacar a geladeira da sala dos professores e não repõe o objeto do furto alimentação. Tão pouco contribui com a “vaquinha” da água e do café, mas usufrui sem dó.

Professor(a) Desumano: Ele é exatamente como na descrição: Desumano! Então, por definição, ele vai ser sempre o mais sem senso de humor, que aplica as provas mais difíceis e dá ui! a aula mais sonífera de todas. É aquele tipo que se você precisar de um ponto para passar, se fode, porque ele não dá a mínima pra você ou os seus “interesses” estudantis! Ou é daquele que ri da sua cara quando for dar a nota, com aquele sarcásmo que só os professores têm… Eles adoram te fuder, ferrar sem dó, por exemplo: Você está na semana de prova..4 provas por dia que você não sabe nada, ele ainda dá um sorrizinho e diz que vai dar um trabalho valendo 60% da sua nota, e que é pro dia seguinte, você vai na diretora e conta o fato, o desumano professor ainda tem a cara de pau de falar “mentira, suspende ele(a)!”

Professor Diademense: Este ser nasceu em Diadema e tem características próprias como tendência homicida. Geralmente responde a processo por lesão corporal contra inocentes alunos que ficaram trocando musiquinhas e/ou videos em celulares, não fizeram silêncio durante a chamada ou falaram mal do Timão. Também são amigos dos manos.

Professor(a) Falso: A primeira vista é muito parecido com o legal: faz brincadeiras na aula, conversa com todos e ri por qualquer bosta, mas no fim do ano que você precisa de míseros 0,25 para passar ele não dá nem morto.

Professor(a) Chato: Ninguém gosta dele e ele muda de humor subitamente sem ninguém pisar em seu calo. As provas dessa espécie são iguais a um filme pornô: Um, um, um, um, um, um, um, zeeeero, um, um…

Professor(a) Mal-amado: Espécie que geralmente vive em constante abstinência sexual. Acaba por descontar isso nos alunos. É uma espécie de professor chato ao quadrado. A maioria é adepta à filosofia: “10 para Deus e 9 para mim. Pra vocês? rã! No máximo 5”. Explodem por você ter piscado demais e pensam que todos os alunos estão conspirando contra eles. Seus efeitos se devem ao fenômeno classificado como seca, falta de sexo. Geralmente dão aula de Matemática, Física, Química e congêneres… Apresentam-se na variante Professor velho, feio e tarado – quando do sexo masculino. E variante feminina: baranga ou quarentona. E que sempre acabam te dando uma boa suspensão.

Professor(a) Gostoso(a): Professor mais velho e com uma aliança enorme e brilhante na mão esquerda. Seus atributos físicos podem dificultar ou facilitar a compreensão da matéria, uma vez que você pode ser um aluno desesperado para chamar a atenção dele e estudar bastante, ou ser meio autista e bolar uma vida paralela ao lado do professor supracitado e viajar durante as explicações. Professores gostosos normalmente ocupam cargos nas áreas de Humanas, já que os professores de Exatas e Biológicas são normalmente uns mal-comidos com roupas cinzas e mal talhadas, mas de vez em quando é possível observar o surgimento de um belo espécime nesses meios hostis. Professoras gostosas normalmente não sabem a matéria que passam, já que todos os alunos (exceto emos e similares) só vão prestar atenção nos decotes da blusa e procurar visar a peteca quando acidentalmente o giz cai no chão. As alunas ficam nervosas por serem muito mais barangas que a professora e tentam tirá-la do colégio, sem sucesso.

Professor(a) Feio(a) Tarado(a): Quer comer todo mundo, geralmente tentam se disfarçar como professor legal para sair dançando pela sala se curvando para conseguir observar seus alunos(as).

Professor(a) Feio(a) Velho(a) Tarado(a): Geralmente encontrado na forma de indivíduos do sexo masculino, embora se encontre indivíduos do sexo feminino também. Esses querem comer todas as mocinhas. Se forem ricos, muitas vezes obtêm sucesso. Isso se existir algum professor rico, evidentemente. Também, se a matéria for muito difícil, ou as alunas desprovidas de alguma inteligência (geralmente gostosas), a nota pode ser obtida através de um exame oral.

 
Professor(a) será que ele é?: Espécie comum, nem sempre facilmente identificável, é também formado geralmente por indivíduos do sexo masculino. Para se ter certeza, é necessário uma análise detalhada e uma observação cuidadosa. Por exemplo, se os meninos começam a tirar as melhores notas e as meninas, as piores, na matéria de certo professor, pergunte se os meninos formaram algum grupo de estudo. Se não, está na hora de desconfiar. Geralmente são fãs da Madonna, e dão aulas de inglês.

Professor(a) Inteligente: Espécie mais rara do que o professor legal. É aquele que faz você entender a matéria. Às vezes possuem variações e podem virar professores chatos, pois não se cansam de fazer discursos falando que 40 anos atrás as escolas eram melhores. São encontrados em escola particulares e cursinhos de renome e qualidade.

Professor(a) Quadrúpede: Você faz ele entender a matéria, e ele diz que era teste para saber se a sala estava prestando atenção. Não sabem absolutamente nada e parecem mais com aqueles alunos que decoram e esquecem tudo na hora de apresentar trabalhos. Se você insiste em corrigí-lo, por mais certo que esteja, vai ser expulso da sala e corre risco de ser suspenso por um bom tempo.

Professor(a) Manicômio: Ele pode ser até inteligente, mas é meio instável. Pode ir de v = vo + at à E= mc² em questão de segundos sem nem ele mesmo saber como.

Professor(a) Folgado: Adora dar filmes, mandar os alunos lerem o livro didático ou a apostila e fazer todos os exercícios enquanto ele fica sentado lixando a unha ou lendo alguma coisa e fazendo os alunos corrigirem a tarefa na lousa. Às vezes ficam assinando e escrevendo em uma lista/agenda interminável. Sua prática favorita é mandar os alunos pesquisarem a matéria e apresentarem para a sala. Normalmente lecionam história ou geografia, já que ninguém nunca aprende essas matérias direito. Utilizam a técnica do Telecurso 2000 na qual gravam este programa em fitas VHS e as reproduzem aos alunos, isto quando a fita não fica mascando e a imagem é sofrível. A técnica do Telecurso é utilizada até em universidades, não duvide. Sua prova é bem clássica: eles distribuem folhas almaço e ditam as questões, porque estavam com preguiça de formular uma, ou simplesmente esqueceram.

Professor(a) Burro: Um dos favoritos dos alunos. Dá a matéria de um jeito que alguns até entendem, e na hora da prova, vivem dando respostas acidentalmente e nunca nota que todo mundo está colando daquele(a) CDF.

Professor(a) Animado(a): Geralmente um recém-formado em sua licenciatura, vai dar aula com a maior alegria do mundo, sonha em ter ótimos alunos, em ser querido e ganhar uma maçã todos os dias. Chegando na sala, sofre na mão dos alunos, o ser sem preparo e sem estrutura logo perde o juízo. Esse professor é caracterizado por seus freqüentes ataques histéricos e choros no final na aula. É apenas questão de tempo até virar um(a) professor(a) Feio(a) Velho(a) Tarado(a).

Professor(a) velho(a): Normalmente é aquele professor que você vê ele se decompondo em sala de aula e seu corpo está todo definhado tanto que a maioria baba sem querer. Alguns adimitem que passam dos 1000 anos e sabem um pouco de tudo pois vivenciaram aquilo e ajudaram a escrever a Bíblia.

e aê? qual desses professores vocês têm?
Comentem com a resposta, tá?
beijos xuxu’s :*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: